domingo, 26 de setembro de 2010

YUPIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII Minha mamae veio me visitar!!! Na verdade, eu cheguei no Brasil numa sexta-feira e no sabado ela partiu para a Europa. Entao, eu voltei para Lyon e ela ainda estava por aqui. Por isso, ela veio me ver!!! Na sexta-feira (24) fiz uma torta salgada para recebe-la e depois fomos dormir.

No sabado (25) nos acordamos e fomos para o IKEA comprar coisas para o apto. Ficamos la o dia todo e voltamos exaustas!!! Jantamos num restaurante Basco aqui perto de casa, que chama Le P'tit Bouffon.

(Minha mamae esperando a moça embalar os macarons que a gente tinha comprado)

Ja no domingo, fomos passear na Croix Rousse, uma regiao de Lyon que eu ainda nao conhecia. Este lugar é famoso por que é cheio de traboules. Explico: " Traboules (from Latin transambulare via vulgar Latin trabulare meaning "to cross") are a type of passageway primarily associated with the city of Lyon, France. The first examples of traboules are thought to have been built in Lyon in the 4th century. Lacking water, the inhabitants moved to the banks of the Saône (in the 'lower town', at the foot of the Fourvière hill). The traboules thus allowed them to get from their homes to the river quickly and allowed the canuts on the La Croix-Rousse hill to get quickly from their workshops to the textile merchants at the foot of the hill. The "Traboule de la cour des Voraces" ("Traboule of the Voracious Court") is the most famous, located in the Croix-Rousse quarter. It is one of the landmarks of the Canut Revolts (Canut is a local term for silk workers) and it is also the oldest reinforced concrete stairwell in Lyon. "

(Lidu no traboule mais famoso de Lyon - Cour des Voraces)

Depois fomos almoçar num restaurante muito gostosinho.

(Esta foto esta aqui por uma unica razao - fazer vontade para o Minas, meu amigo) A noite, fizemos uma festança, soh nos 2. Compramos queijos, vinhos e nos divertimos à beça!!! PONTO POSITIVO: Passar 1 final de semana, so eu e minha mae. PONTO NEGATIVO: Nao ter achado o traboule tanta coisa quanto falavam...

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Fiquei sabendo que meu visto ficou - finalmente - pronto.
Por isso, arrumo as malas, compro quilos de coisas francesas no supermercado, presentinhos, e sigo para o Br.
Fiquei no Brasil ao todo 1 semana...
A Bolinha, durante este tempo, ficou MORANDO no meu colo. Um dia, tava frio e eu tava de moletom. Ela, como de costume em situaçoes como esta, estava dormindo feito um canguru dentro do meu moletom. Eu estava preparando almoço e ao abrir a tampa de uma panela, aparece o fucinho dela de dentro do moletom, da uma cheirada e volta a dormir! Um sarro!!
Como estava escrevendo agora para uma amiga, tive um tempinho para refletir no Brasil e ver que eu realmente gosto do meu pais. Nao sei como seria viver para sempre aqui...
Enfim, abaixo estao algumas fotos de momentos que passei no Brasil.
(Eu e o Andre, comendo comida mineira e tomando caipirinha)
(Eu e meu pai num jantar com harmonizaçao de vinhos)
(Bolinha, numa das sonecas no meu colo)
Nao deu para matar as saudades, mas pelo menos deu uma aliviada.
PONTO POSITIVO: Voltar para o Brasil, CLARO!
PONTO NEGATIVO: Nao poder enfiar todos que eu gosto na mala e trazer para ca!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Para finalizar com chave de ouro, tiro algumas fotos do trajeto de volta, lindo por sinal.
PONTO POSITIVO: Saber que em 3 dias estarei no Brasil!!!!
PONTO NEGATIVO: Ter dor nas ancas de tanto ficar sentada... hahaha.... qual seria outro possivel ponto negativo de uma viagem como esta????

domingo, 5 de setembro de 2010

Depois de um café reforçado, sigo para um passeio. Vou visitar a casa que Napoleão nasceu e algumas homenagens feitas à ele.

“O mais ilustre e conhecido habitante fora Napoleão Bonaparte, nascido em Ajaccio no ano de 1769. A casa onde nascera está preservada e na cidade encontram-se várias referências à figura histórica, como praças e ruas.”

Depois de andar muito, pego um barco em direção às Ilhas Sanguinarias, que são um pequeno arquipélago perto de Córsega. O pescador me disse que elas são chamadas assim já que foram descobertas por pescadores anos atras que tinham lepra. Segundo eles, quem tem lepra tem o sague preto. Por isso, em frances:

Sang (sangue) + Noire (preto) = Sanguinoire.

Dai a gente abrasileira para Sanguinaria.

O passeio foi bem legal. Claro que eu tava meio grogue do remédio pra enjoo que eu tinha tomado, mas tá valendo!

Depois de 1,5 hora no barco, paramos em uma ilhota para mergulhar. O que eu não contei é que uma semana antes eu tinha ido na Decathlon e comporado snorkel e marcara para mergulho, me achando "a atleta". Só que depois do episódio da medusa do dia anterior e tendo o medo de mar que eu tenho, na hora do "vamos ver" eu não quis entrar. Um casal alemão do meu lado deu sopa e eu aproveitei para pedir que ele tirassem uma foto minha fingindo que tava entrando no mar. Ridiculo, eu sei, mas queria ter uma foto minha né!?

Dai, no momento da foto, vi que a agua tava numa temperatura super boa e que eu não tava com tanto medo assim. Pego minha mascara e resolvo descer a escadinha. Já na escadinha eu quase tive um piripaque nervoso... A escadinha terminava na agua, mas não ia fundo, de modo que, para eu me molhar, teria que me jogar. Contei até 3 ( ou 10, não me lembro bem) e me joguei. Nisso, eu parecia um poodle, tremendo que nem vara verde. O casal continuou com minha maquina – a meu pedido – e ficou tirando fotos. Esta é a única que não parece que eu acabei de cair de um pula-pula dentro da geladeira. (isso por que eu sei que eu estou parecendo uma pomba na queda, com um membro do corpo para cada lado). Resolvi de fato colocar a mascara e enfiei a cabeça n'agua. Nisso, vi que eu tinha uns 5metros de agua abaixo de mim, antes de encontrar muitos animais marinhos - leia-se PEIXES. Minhas pernas tremiam muito e eu comecei a ter paúra. Nadei até o barco, subi a escadinha e sentei.

Demorei, sem brincadeira, uns 45 minutos para voltar ao normal. Com certeza, superei as expectativas!!!! A noite, depois de um bom banho, vou jantar no Il Passeggero.

PONTO POSITIVO: Tentar - e conseguir - vencer um medo, nem que por alguns minutos.

PONTO NEGATIVO: Ter TANTO medo.

sábado, 4 de setembro de 2010

Acordei bem cedo, fecho minha mochila e saio do hotel. Coloquei a chave na caixa de Correio, já que o hotel não tem recepção. Vou a pé até a estação, compro meu bilhete. Sento num café e tomo um chocolate quente, brioche, bolachas, suco de laranja e guardo um croissant de chocolate na mochila para depois. O trem chega em Ajaccio só no começo da tarde. A viagem é muito bonita!!! Ao chegar na cidade, pego um mapa e sigo andando até o Hotel. Desta vez, um bem melhor (os baratos estavam lotados).

Me instalo, coloco bikini e saio para a praia. Quando vi o mar, de cima da cidade, perdi o folego! Lindo, lindo, lindo!

Coloco minha canga na areia, me sento. Sou absolutamente a unica, neste momento, a estar usando as 2 partes do bikini... Todas as outras, mesmo senhoras de idade avançada, estão de topless! Depois de relaxar alguns bons minutos, decido que devo entrar no mar. Afinal, vim lá do outro lado do continente para estar aqui (para quem não sabe, eu tenho medo do mar e não entro nunca na água). Coloco os pés, entro devagarzinho até o joelho. Decido que minha missão está cumprida! Entrei no mar de Corsega.

AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII !!!!!

Uma dor imensa, quase caio. Minha perna queima e belisca ao mesmo tempo.

......................................Uma medusa me queimou.........................................

Sério.... Se dependesse de mim, eu pegava o bicho e fritaria ele bem fritinho no oleo quente pra comer com molho tártaro, só de raiva de ele ter estragado meu momento mágico. Tudo bem, penso que não vou morrer (e o coitado do bichinho tava so se defendendo). Sento na areia, muita dor. Vou parar no BayWatchers, sabe???? Só que não foi o David Charvet que me socorreu (nem a Pamella Anderson).

Porem, um pelote de creme e algumas horas depois, eu já me sentia melhor. A noite, fui passear pela orla, tomei um sorvete e fui para o hotel.

PONTO POSITIVO: Ter conhecido um mar de água tão clara! PONTO NEGATIVO: Com certeza ter sido mordida pela medusa...
video

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Ainda no clima de aproveitar tudo o que a Europa tem para me oferecer, peguei um voo para a Ilha de Corsega, também conhecida como Ilha da Beleza! (Detalhe, passagem da EasyJet por 45 euros!!!!) “Córsega (em corso: Corsica) é a quarta ilha do Mar Mediterrâneo por extensão (depois da Sicília, Sardenha e Chipre), à oeste da Itália, constituindo uma região administrativa da França.”
A ilha é dividida em dois departamentos, Alta Córsega e Córsega do Sul.
Comecei minha viagem na capital do Norte, na cidade de Bastia. Por ser uma das maiores cidades deles, as opçoes de hoteis e restaurantes sao inumeras. Tinha reserva para um hotel pequenininho. Fui entao para a recepçao do hotel que “abrigava” o meu para fazer o checkin.
Chego no quarto, tudo nos conformes, minusculinho como esperado pelo preço, porem muito limpo. Troco de roupa e vou caminhar.
Uma coisa que achei impressionante é que os prédios parecem ter 1000 anos... Muito descascados. Nao sei por que!
Comecei a saga da noite... Queria ir num restaurantinho sugerido pelo Guia - A Casarella. Parecia bem longe, mas eu achei que valeria. O problema é que, por a cidade ser um morro, nao da pra subir qualquer rua! Algumas (varias) sao cercadas por muros...
Passei por um parque meio assustador e sai de frente para o mar: 2 farois com vistas incriveis!!!
Depois de me perder e enfrentar uns 40 min de caminhada, cheguei na Citadela, um centrinho bem antigo, construido entre os seculos 15 a 17.
Como estava calor, pedi uma grande taça de vinho enquanto escolhi tranquilamente meu prato.
Optei por uma das indicaçoes do guia. Filé alto de atum com molho de figos caramelizados e legumes crocantes. UIA!!!! Foi sinceramente um daqueles momentos que vc se sente na presença de Deus.
Uma brisa suave, o por do Sol chegando, um lugar abençoado. Liguei para o meu pai com lagrimas nos olhos. Sensaçao explendida!!!
Depois do jantar, o garçom, que ja tava achando pra la de engraçado toda minha situaçao, me ofereceu um digestivo, o tipico – para eles - Liqueur de myrte. Amarelo forte, um sabor intenso e doce. Bem diferente !!! Sai de la feliz. A volta para o hotel foi um lindo passeio !!!
PONTO POSITIVO: De verdade sentir a presença de Deus.
PONTO NEGATIVO: Ter um pouco de medo de nao conseguir chegar, mas CHEGUEI!!!!

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Hoje fui comer mais uma especialidade tipica francesa com as meninas. Fomos comer crepes e galettes bretonnes!!!

(Esta foto é do esquenta que fizemos antes na casa da Steph. )

Detalhe, a bebida tipica (quase um espumante) é tomada em canecas!
Meu prato estava delicioso! PONTO POSITIVO: Com certeza o espumante na caneca! Da pra manguaçar sem que ninguém perceba!!! PONTO NEGATIVO: So poder colocar 3 sabores de recheios doces sobre o crepe. Queria ter colocado 27 (aproximadamente...hahaha)